Busca

IV SEMEAD: Conferência de Abertura é realizada pelo prof. dr. Joaquim Luís Alcoforado, da Universidade de Coimbra

Mesa de honra com autoridades do IFRN e convidados

A solenidade de abertura da quarta edição do Seminário Internacional de Educação a Distância (SEMEAD) aconteceu nesta quarta-feira (15), no auditório do Campus Natal – Central do IFRN, e contou com a presença de autoridades da área da educação, além da participação de alunos, servidores e colaboradores.

O evento é organizado pelo Campus Avançado Natal – Zona Leste e tem como tema “Educação a Distância: contextos, tecnologias e construção do conhecimento”. O objetivo do evento é debater o cenário atual e as perspectivas teóricas da EaD.


Joaquim Alcoforado, conferencista da Solenidade de Abertura do SEMEAD

Para o professor doutor Joaquim Luís Alcoforado, da Universidade de Coimbra (Portugal), conferencista da Solenidade de Abertura, um dos desafios da EaD consiste em reforçar a participação dos adultos. Para ele, “se precisamos modificar a sociedade, é necessário atrair essa parcela da população para a discussão, pois são eles que originalmente possuem as ferramentas para a transformação que necessitamos. Dessa forma, as escolas, universidades e institutos de educação podem responder às necessidades educativas que essas populações possuem”.

Ainda segundo o convidado, o SEMEAD é um espaço de reflexão peculiar sobre a EaD: “a oferta dessa modalidade de ensino é uma tendência que se espalha pelo mundo. E no Brasil, com a sua dimensão geográfica e sua imersão nas tecnologias digitais, trata-se de um caso interessante para quem trabalha na educação, por isso o evento realizado pelo IFRN é importante na busca por caminhos para seguir”.


Ivoneide Bezerra e Carmen Freire Diógenes, Secretária de Educação a Distância da UFRN

Diante da iminência de cortes nos investimentos na educação pública no país, o SEMEAD tomou contornos específicos em 2019, é o que avalia a professora doutora Ivoneide Bezerra, coordenadora-geral do evento. “O cenário educacional brasileiro se configura de uma forma que nós, profissionais da área, nos preocupamos muito com o que se faz e o que será feito na educação. O evento se delineou como momento para que a gente pense qual o nosso papel e as perspectivas para a educação a distância”, relata a docente.


Alexsandro de Oliveira e Jairo José dos Santos, Superintendente da Funcern

O Diretor-Geral do Campus Natal – Zona Leste, o pedagogo Alexsandro Paulino de Oliveira, fez uma análise do caráter político que o evento agregou ao longo dos anos. “Precisamos discutir políticas sociais nesse país, sobretudo as que institucionalizam a EaD. Nesse sentido, queremos gerar o engajamento das pessoas envolvidas nessa modalidade de ensino. Hoje, mais do que nunca, ele é um espaço de oportunidade política de discussão da educação brasileira”. afirmou o professor.

Apresentação da
Orquestra Jovem Popular

O evento teve na sua abertura a Orquestra Jovem Popular, que conta com a participação dos alunos da instituição e que apresentou no repertório um conjunto de músicas populares. A programação do Seminário segue até a sexta-feira (17) com minicursos, mesas-redondas e apresentação de trabalhos científicos. Outras informações podem ser obtidas no site do evento e nas nossas redes sociais.

Compartilhe esta notícia