Busca

Equipe do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações visita as instalações do Campus EaD

Equipe do MCTIC e Comitê Gestor do Campus EaD visitam o estúdio de gravação das videoaulas.

O Campus de Educação a Distância recebeu a visita de uma equipe do Departamento de Inclusão Digital (Deidi) da Secretaria de Telecomunicações (Setel), setor que integra o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A visita foi direcionada para o
acompanhamento das ações do Edital 86/2017 (SEI-MCTIC), já que o Campus EaD (novo Campus Natal-Zona Leste) venceu a Chamada Pública que escolheu o Núcleo Estruturante do Programa Nacional de Formação de Agentes de Inclusão Digital. “A ideia dessa iniciativa é, através da formação de novos agentes digitais, reativar ou revitalizar os núcleos de inclusão digital em que existem vários municípios brasileiros. Nossa tarefa é criar um curso – que foi aprovado no nosso Conselho Acadêmico – de Formação Inicial e Continuada (FIC) de 400 horas para a formação desses agentes”, explicou Alexsandro Paulino de Oliveira, Diretor-Geral do Campus EaD.

Equipe do MCTIC visitando as instalações do Núcleo de Inovações Tecnológicas.

Na prática, o Campus EaD construirá o curso – incluída a produção de material impresso, de videoaulas e de um ambiente virtual que será disponibilizado nos servidores da Instituição. Esse conteúdo será oferecido por outros Institutos, também através de edital, para que eles sejam Agentes Ofertantes – divididos por região – e formem 2 mil Agentes de Inclusão Digital em todo o Brasil. “Além de conhecer o Campus, viemos acompanhar a execução do curso de ‘Agentes de Inclusão Digital’, […] conhecer o programa de ensino à distância, a metodologia e os materiais didáticos. Foi tudo muito proveitoso. A gente viu que a estrutura é excelente e muito funcional”, concluiu Wilson Diniz, Diretor do Departamento de Inclusão Digital do MCTIC.

Além disso, a visita da comitiva do Ministério foi uma oportunidade para a troca de experiências em inclusão digital e para estabelecer contatos para futuras parcerias. Para Alexsandro Oliveira, “a visita torna mais próximo o contato com os novos agentes do Ministério, o que auxilia na interlocução e, de repente, facilita a captação de novas ações e parcerias. Isso amplia nosso escopo para além das relações com o Ministério da Educação”.

Compartilhe esta notícia